top of page
Barletta

Vitamina C nos cuidados da Saúde da Família.

Atualizado: 6 de mar.

Vitamina C no alimento ou no suplemento? Entenda melhor a questão e aprenda como escolher.

Post falando sobre as formas de vitamina C com fotos de suplementos de vitamina C
Conheça as formas mais comuns de apresentação da vitamina C.

A alimentação natural, de alto teor nutricional, vinda da produção agroecológica (sustentável e equilibrada) e orgânica (certificada quanto as boas práticas) é sem dúvida a melhor forma de nos alimentarmos a fim de mantermos a saúde e, em muitos casos, até mesmo no momento de tratar algumas doenças. O mesmo vale para os alimentos produzidos nos bolsões culturais das comunidades tradicionais nativo americanas, crioula, caipira e quilombola, onde a água e o solo preservados, somado às práticas artesanais de cultivo familiar, garantem um nível melhor de nutrientes nos alimentos.


No entanto, quando a doença já se estabeleceu e tornou-se crônica, pode ser difícil tratá-la ou curá-la utilizando apenas uma alimentação de altíssima qualidade. Sem dúvida que esta alimentação é fundamental, mas nesse caso, segundo a abordagem da medicina celular (baseada na nutrição das células em níveis excelentes) é necessário dar ao organismo uma quantidade maior de micronutrientes em combinações específicas (sinergia), para que as células e os sistemas responsivos do organismo, encarregados pelas funções de proteção e regeneração, tenham energia e matéria prima suficientes para realizar os processos metabólicos vitais na recuperação e cura do organismo.


Nessa situação, a combinação de alimentos de alto teor nutricional associada à suplementação de alta qualidade é a alternativa capaz de tratar a origem das doenças sem efeitos colaterais (desde que bem orientada), ao contrário do que fazem a maioria dos medicamentos farmacêuticos que geralmente abordam apenas os sintomas.


Nesse artigo vamos falar um pouco mais sobre a importância da Vitamina C (essencial para a saúde humana uma vez que não somos capazes de produzi-la em nosso organismo) e as formas de apresentação suplementar comumente encontradas no mercado.


Atenciosamente,

Equipe Saúde para Todos Brasil


 

A importância da Vitamina C no organismo humano


A vitamina C é um nutriente vital para a saúde e sobrevivência humana. Não é apenas um poderoso antioxidante e um reforço imunológico, mas também responsável pelo apoio na formação do tecido conjuntivo, colágeno e matriz extracelular, que é a “cola” que une as células do corpo. Ela é importante para a cicatrização mais rápida de feridas e para a prevenção de várias doenças crônicas.


Quantidades ideais de vitamina C protegem eficazmente o corpo e o sistema cardiovascular contra a ferrugem biológica. Além disso, existem várias outras funções importantes da vitamina C. É um cofator para uma série de enzimas biológicas, essencial para a melhora do metabolismo do colesterol, triglicerídeos e outros fatores de risco das doenças cardíacas. É uma molécula de energia necessária para recarregar os transportadores de energia dentro das células.


A vitamina C é essencial para a produção de carnitina, a molécula que transporta os ácidos graxos para a mitocôndria no processo de produção de energia. Participa da reciclagem biológica da vitamina E, glutationa e muitas outras moléculas protetoras das células. Quando tomada junto com o cálcio, aumenta a absorção do mesmo. A vitamina C neutraliza várias toxinas no corpo e protege as células saudáveis ​​de substâncias nocivas e dos efeitos indesejáveis de muitas drogas farmacêuticas.


Suplementos: Ácido Ascórbico e Palmitato de Ascorbila.


Sabe-se que os seres humanos não produzem sua própria vitamina C, por isso ela deve ser obtida dos alimentos e dos suplementos alimentares. Os suplementos de vitamina C vêm em várias formas - ácido ascórbico, ascorbato de cálcio, ascorbato de magnésio e assim por diante. No entanto, a maioria dos suplementos de vitamina C encontrados no mercado contém apenas uma única forma de vitamina C, geralmente ácido ascórbico. O ácido ascórbico simples é um composto solúvel em água. Portanto, não permanece no corpo por muito tempo e é facilmente excretado. A menos que seja reabastecido com frequência, é difícil obter os benefícios da vitamina C apenas com ácido ascórbico.


Os sais minerais de ácido ascórbico, como o ascorbato de cálcio e o ascorbato de magnésio, são facilmente absorvidos e bem metabolizados pelas células do corpo. Essa combinação com cálcio e magnésio também neutraliza o efeito ácido do ácido ascórbico e contribui para um efeito “tampão”, tornando-se mais suave no revestimento do estômago. Além disso, o cálcio é importante para a contração adequada das células musculares, incluindo as células do músculo cardíaco, sendo necessário para a condução dos impulsos nervosos. O cálcio também é essencial para o endurecimento e estabilidade de ossos e dentes.


O magnésio é um antagonista natural do cálcio e traz benefícios para o sistema cardiovascular de forma natural, ao contrário de alguns medicamentos prescritos. Estudos clínicos demonstraram que o magnésio é particularmente importante para ajudar a normalizar a pressão arterial elevada e pode ajudar a normalizar os batimentos cardíacos irregulares.


Há um equívoco no entendimento sobre o ascorbato de cálcio aumentar a probabilidade de cálculos renais. A maioria das pedras nos rins é composta de oxalato de cálcio, que está presente em alimentos como refrigerantes, café, chocolates, espinafre e beterraba. A ingestão inadequada de água é um dos principais contribuintes para a formação de cálculos renais. Estudos clínicos bem conduzidos não foram capazes de estabelecer nenhuma correlação sólida entre a suplementação de vitamina C e o aumento dos cálculos renais.

Outro formato de vitamina C é o palmitato de ascorbila, que é uma forma lipossolúvel. É melhor absorvido pelas células do que o ácido ascórbico sozinho. As membranas celulares enriquecidas com palmitato de ascorbila são mais resistentes aos danos oxidativos, o que significa que estão mais protegidas contra doenças e envelhecimento. O palmitato de ascorbila também é um eficaz antioxidante eliminador de radicais livres. Uma das vantagens de tomar um suplemento nutricional que contém palmitato de ascorbila é que esta forma de vitamina C tem efeitos mais duradouros e pode atingir áreas do corpo que a vitamina C simples não consegue.


Um suplemento bem balanceado de vitamina C ou de multinutrientes deve conter pelo menos 25% de sua vitamina C na forma de palmitato de ascorbila lipossolúvel. No entanto, a maioria dos suplementos contém pouco ou nenhum palmitato de ascorbila (1*).


Vitamina C: Comprimido, cápsula, softgel, mastigável, pó ou líquido?


O mercado de suplementos oferece uma variedade de produtos na forma de comprimidos, cápsulas, líquidos, mastigáveis, géis moles ​​e pós. Cada um tem aplicações específicas, mas há confusão sobre os prós e contras de cada um deles. A educação do consumidor pode trazer uma melhor compreensão sobre os avanços da pesquisa na área de suplementos e sobre as tecnologias de fabricação atuais.


Com esse conhecimento os consumidores podem fazer a escolha dos suplementos de forma mais assertiva, com base no que é melhor para suas necessidades de saúde ao invés de serem compelidas por campanhas de marketing e embalagem impressionantes.


Uma grande questão a ser entendida é a absorção do suplementos: comprimidos, líquidos ou pós são melhores? Suplementos de alta qualidade usam ingredientes “inativos” ou “excipientes” que auxiliam na desintegração e absorção do comprimido. O revestimento natural de um comprimido pode facilitar uma melhor dissolução. Embora existam vários fatores que determinam a absorção, os melhores fabricantes ​​testam seus produtos quanto à qualidade, eficácia e tempo de dissolução aceitáveis ​​por avaliação de acordo com os padrões da US Pharmacopeia (2*).

A dissolução mais rápida nem sempre é necessariamente a melhor. Suplementos desenvolvidos com ingredientes que interagem sinergicamente são melhor absorvidos, pois os micronutrientes podem se complementar em seu trânsito e absorção pelo trato digestivo. Às vezes, a absorção mais lenta pode ser preferível à absorção mais rápida no que diz respeito a potências mais altas, pois há limites para a rapidez e o quanto de um determinado nutriente pode ser absorvido por unidade de tempo. Quando as vias de absorção ficam sobrecarregadas com uma entrada repentina de micronutrientes, o excesso é simplesmente excretado. Em geral, mais lento é melhor quando se trata de micronutrientes essenciais.


Outros fatores que afetam a absorção de nutrientes incluem a capacidade do indivíduo de digerir e absorver qualquer componente. Isso pode afetar particularmente os idosos ou aqueles com doenças digestivas crônicas, onde a absorção já é fraca.

Formatos dos suplementos Comprimidos - Em geral, são a forma mais econômica pois o fabricante pode embalar a maior parte do material em um espaço compacto. São os mais estáveis na prateleira e mantêm sua potência por mais tempo. O tamanho pode ser uma desvantagem e podem ser difíceis de engolir, além de não oferecerem a flexibilidade de dosagem que os líquidos e os pós oferecem.

Cápsulas - São amplamente utilizadas na fabricação de suplementos. São fáceis de engolir e se decompõem rapidamente no estômago, embora isso nem sempre seja uma vantagem nutricional. As cápsulas podem ser abertas manualmente para misturar todo ou parte de seu conteúdo em alimentos moles ou líquidos. Esta é uma vantagem para crianças e pessoas que têm dificuldade em engolir. Uma desvantagem é que as cápsulas são mais caras e têm limitações significativas de espaço e potência, uma vez que o conteúdo em pó não pode ser compactado (como no caso dos comprimidos), tendo um prazo de validade mais curto do que os comprimidos.

Softgels - Essas cápsulas de gelatina são usadas quase exclusivamente para fórmulas líquidas ou à base de óleo. Elas são fáceis de engolir por causa de seus contornos suaves. Por serem totalmente seladas e herméticas, possuem prazo de validade superior aos demais formatos. A fabricação de softgel é especializada e esses produtos são mais caros do que comprimidos e cápsulas.

Mastigáveis ​​- Tendem a ter menor potência quando comparados a comprimidos ou cápsulas e precisam ter açúcar e aromatizantes adicionados, o que pode ser um impedimento para os consumidores que preferem suplementos sem aditivos. Os mastigáveis ​​devem ser reservados para crianças ou para aqueles que não conseguem engolir comprimidos e cápsulas.

Pós - Muito econômicos, os pós oferecem grande flexibilidade de dosagem. Os pós são mais práticos para suplementos que devem ser ingeridos em maiores quantidades.

Líquidos - Sua flexibilidade na dosagem os tornam mais fáceis de tomar por crianças e idosos. São comercializados com base na crença de que são absorvidos mais rapidamente e, portanto, são melhores. No entanto, como afirmado anteriormente, os nutrientes essenciais podem ser melhores quando absorvidos mais lentamente. Suplementos líquidos são mais caros, seu prazo de validade é mais curto e muitas vezes requerem refrigeração. É importante ler os rótulos antes de comprar pois muitos podem conter aditivos artificiais.

É importante o consumidor estar atento e bem informado, procurando por fabricantes que primam pela pesquisa e pela eficácia das combinações de ingredientes. No caso da vitamina C importa compreender seu poder de atuação sobre o sistema imunológico, proteção de estruturas celulares, aumento do potencial antioxidante e apoio na produção de colágeno. É a qualidade, quantidade e combinação dos micronutrientes nos suplementos que fazem a diferença (3*).

 

Fontes:


(2*) NT: A U.S. Pharmacopeia é uma organização científica, independente e sem fins lucrativos que desenvolve padrões de qualidade para medicamentos, suplementos alimentares e ingredientes para alimentos em colaboração com os maiores especialistas em saúde e ciência do mundo.


 

Para saber mais sobre vitamina C:

Estudos:


Comments


Commenting has been turned off.
bottom of page