top of page
Barletta

O que são Probióticos?

Atualizado: 7 de set. de 2022

Conheça o papel essencial dos probióticos para a saúde do corpo e da mente.

Os benefícios dos probióticos.
Você tem disbiose? Sabe o que é kombucha? Já comeu seu prebiótico? Tomou seu probiótico hoje?



Os seres humanos têm mais micróbios em seu corpo do que o número total de células. Trilhões de bactérias, vírus e fungos vivem no sistema digestivo humano e a maioria deles são compostos por bactérias benéficas para a saúde.


Coletivamente, esse conjunto de microorganismos é chamado de “microbioma intestinal”, “microbiota intestinal” ou ainda “flora intestinal”. Eles são essenciais para a realização de várias funções fisiológicas que mantém o organismo saudável.


A microbiota intestinal é considerada como um órgão do corpo humano e, portanto, deve receber cuidados como todos os outros órgãos. Os probióticos são alimentos ou produtos alimentares capazes de suplementar nosso organismo com colônias bacterianas saudáveis, uma maneira de reabastecer o conjunto de micróbios intestinais. É importante ter uma população bacteriana equilibrada no sistema digestivo. Qualquer desequilíbrio no ambiente microbiano digestivo é chamado de disbiose.


As dietas contendo carne, gorduras e açúcar refinado tem teores de fibra muito baixos, causando desequilíbrios na microbiota intestinal. Isso pode se tornar a causa subjacente da obesidade, inflamação e muitas doenças metabólicas crônicas, incluindo colesterol alto, pressão arterial elevada e açúcar no sangue. Alguns outros indicadores de flora intestinal desequilibrada são os distúrbios digestivos frequentes como azia, inchaço, fadiga, lentidão, desejo por açúcar, síndrome do intestino irritável, doença de Crohn, doença inflamatória intestinal, doenças autoimunes (como alergias, asma, artrite reumatóide e problemas de tireóide), enxaquecas, problemas de pele, psoríase, depressão, ansiedade, distúrbios do sono e do humor.

As bactérias probióticas não só contribuem para a manutenção e recuperação de uma flora intestinal saudável, mas também reparam o tecido conjuntivo da parede intestinal, melhorando a barreira funcional do intestino e contribuindo para a prevenção de futuras infecções. Algumas fontes naturais de bactérias probióticas: iogurte de cultura simples, fermento, queijos e alimentos fermentados como o chucrute, kimchi e kombucha.


Os micróbios intestinais também ajudam na digestão dos alimentos, na absorção de nutrientes, na síntese das vitaminas do grupo B, ácido fólico e vitamina K, tornando-se essenciais para manter a imunidade equilibrada. Além disso, a flora intestinal saudável é uma parte fundamental do eixo intestino-cérebro, importante para a saúde mental e a cognição.

A microbiota intestinal começa a se desenvolver no sistema digestivo desde o nascimento e está constantemente mudando, adaptando-se para manter a saúde do intestino e do organismo em níveis ideais. Ela varia de pessoa para pessoa e pode se esgotar devido à composição genética, dieta, estilo de vida sedentário, consumo de álcool, tabagismo, uso de antibióticos, analgésicos, estatinas e outros medicamentos farmoquímicos orais, estresse mental, envelhecimento e poluentes.

O consumo de uma dieta rica em vegetais com fibras alimentares abundantes e carboidratos complexos é importante para apoiar o crescimento da colônia de bactérias benéficas. Legumes, frutas, grãos integrais e leguminosas atuam como alimento para os micróbios intestinais que nos ajudam. Os compostos produzidos durante a digestão dos alimentos fibrosos, como ácidos graxos de cadeia curta (por exemplo butirato) são os principais agentes anti-inflamatórios do cólon. Devido a essa propriedade de ajudar na manutenção das bactérias intestinais saudáveis, as fibras alimentares são chamadas de prebióticos.

Os suplementos probióticos são uma combinação muito específica de bactérias. As bactérias mais comumente usadas em suplementos probióticos são as espécies de Lactobacillus e Bifidobacterium, que proporcionam os melhores benefícios para a saúde. Ao escolher um suplemento probiótico, é importante prestar atenção às cepas bacterianas e ao número de colônias incluídas nele, pois elas precisam passar com segurança pelo ácido estomacal para atingir o cólon e serem eficazes. Ter uma microbiota intestinal saudável é uma das chaves para conquistar a saúde de longo prazo!


 

Referência:

 

Comments


Commenting has been turned off.
bottom of page